UM APP COMPLETO PARA VOCê

Postado em 13 de maio, por NOMAD

Investimentos

Como montar uma carteira balanceada com ações fracionadas

Montar uma carteira de investimentos balanceada é fundamental para quem busca rendimento e alguma segurança no mercado financeiro, especialmente para quem ainda não tem uma grande quantia para começar a investir. Mas, no mercado americano, esse problema tem uma solução muito simples: carteira de ações fracionadas. 

Diferente do que ocorre no mercado brasileiro, na Bolsa americana você consegue montar uma carteira de ações fracionadas. A vantagem disso é que você pode começar a investir com qualquer valor, como, por exemplo, iniciar uma carteira diversificada com apenas US$ 50,00.

Isso porque, apesar de haver ações nas Bolsas dos Estados Unidos que custam milhares de dólares a unidade, você consegue comprar um fração de uma unidade de ação.

Nesse artigo, vamos mostrar como você pode montar uma carteira balanceada nos EUA, utilizando-se de ações fracionárias. Confira, a seguir!

Mercado fracionário nos EUA

Nos Estados Unidos, o mercado de ações fracionadas é diferente do Brasil,uma vez que o padrão da negociação das ações nas Bolsas americanas já é unitário. Isto é, você pode comprar ou vender uma única ação por vez, sem a necessidade de um ticker (código de negociação) diferenciado, como é necessário na B3.

Assim, o mercado fracionário de ações na Bolsa americana tem sentido literal, ou seja, você consegue comprar uma fração de ação. Isso quer dizer que você pode comprar ½ (0,5) da ação da Microsoft ou de um ETF que acompanha o índice S&P500.

Na prática, essa facilidade do mercado fracionário americano permite que você escolha o montante em dólares que você quer investir, independentemente do preço que a ação ou o ETF estão sendo negociados.

Como montar uma carteira de ações fracionadas

Para montar uma carteira de investimentos balanceada, o primeiro passo – e, talvez, o mais importante – é descobrir qual o seu perfil de investidor. Em outras palavras, entender, de acordo com os seus objetivos e conhecimento no mercado, entre outros parâmetros, qual o tipo de investimento é mais adequado para o seu perfil de risco.

Em geral, existem três tipos de investidores

  1. conservador: o investidor conservador tem menor tolerância a riscos, preferindo investimentos menos arriscados como renda fixa. 
  2. moderado: o investidor moderado já tem uma certa tolerância a riscos, mesclando sua carteira em investimentos mais e menos arriscados, entre renda fixa e variável.
  3. arrojado: o investidor arrojado, por sua vez, tem maior apetite ao risco, optando por uma maior exposição aos investimentos mais arriscados (como renda variável), mantendo uma parcela menor em renda fixa.

Após ter definido o seu perfil de investidor, é hora de selecionar os ativos que estão de acordo com o seu apetite ao risco e definir o percentual que cada um deles vai representar dentro do seu portfólio.

Nesse caso, por exemplo, para um perfil de investidor mais conservador, podemos ter uma divisão no portfólio com uma maior exposição em ativos de renda fixa (ETFs) e uma pequena parcela em investimentos de renda variável, preferencialmente em fundo de índice de ações (ETF). 

Confira um exemplo:

Exemplo para fins educacionais, não constituindo recomendação e indicação de investimento.

Com a sua pizza de alocação de investimentos definida de acordo com seu perfil, o próximo passo é identificar o montante que você tem disponível para investir e realizar os aportes, seguindo as respectivas porcentagens.

Assim, seguindo o exemplo que apresentamos no início do texto de US$ 50,00 para investir, os aportes seriam realizados da seguinte forma:

Desta forma, no momento de investir você iria selecionar o ativo, o ETF de Renda Fixa por exemplo, e definir o montante de $45,00 para realizar a compra. O mesmo vale para o ativo de renda variável, o ETF de Índice

Essa mesma lógica também se aplica aos demais perfis de investidores que podem investir o mesmo montante de acordo com sua “pizza” de investimentos, observando os ativos que mais fazem sentido para os seus objetivos.

Vale ressaltar que é importante acompanhar a evolução de sua carteira periodicamente, para fazer o rebalanceamento, caso deseje manter os mesmos percentuais de sua alocação inicial. 

E isso também serve para o caso de você realizar novos aportes de investimentos, sempre observando a alocação teórica de sua carteira. Isto é, na hora de investir novamente você deve verificar se sua pizza de investimentos está de acordo com a divisão inicial.

Agora que você já sabe como montar uma carteira de ações fracionadas diversificada, aprofunde-se no tema definindo seus objetivos e nível de risco para estudar em quais ativos você pode começar a investir.

#

A NOMAD

873 El Camino Real, Menlo
Park, CA 94025 USA


CONHEÇA NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS


© 2022 NOMAD. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

logo ourinvest