Postado em 23 de maio, por NOMAD

Investimentos

Anbima: o que é e qual o seu papel no mercado financeiro brasileiro?

Conhecer os órgãos reguladores do mercado financeiro é importante para entender sua estrutura e características. No caso do cenário brasileiro, saber o que é a ANBIMA é essencial, já que se trata de um dos agentes mais importantes nesse mercado.

A atuação da ANBIMA se dá junto às instituições financeiras, profissionais do mercado financeiro e investidores. Por isso, seu papel é bastante amplo e está relacionado à segurança do ambiente de investimentos no Brasil.

Quer entender como essa entidade atua e o que ela pode oferecer aos investidores e ao mercado como um todo? Continue a leitura e descubra!

O que é a ANBIMA?

Sigla para Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, a ANBIMA representa diversas empresas relacionadas a investimentos. Entre elas, estão:

  • bancos;
  • gestoras;
  • corretoras de valores;
  • distribuidoras;
  • administradoras e outras.

Desde sua formação, a ANBIMA já captou centenas de associados e se tornou uma das maiores entidades do setor financeiro e de capitais. Apesar de agir na representação do mercado financeiro e de capitais há mais de 40 anos, a ANBIMA como é conhecida atualmente surgiu em 2009. 

Sua criação ocorreu a partir da união entre a Associação Nacional das Instituições do Mercado Financeiro (Andima) e a Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid).

Qual o papel da ANBIMA no mercado brasileiro?

Agora que você entende o que é a ANBIMA, é importante notar que ela está diretamente relacionada à segurança do mercado financeiro e de capitais do Brasil. Para que isso seja possível, a instituição se baseia nas ações de: autorregular, educar, informar e representar.

Portanto, uma de suas funções é aumentar o nível de transparência do mercado financeiro e das oportunidades disponíveis nele. Esse objetivo converge com a função de autorregulamentação do mercado, a qual é implementada pelo código seguido por todos os associados da ANBIMA.

Além disso, a ANBIMA pode desenvolver boas práticas e manuais de conduta — aos quais a adesão tende a ser facultativa. Ao mesmo tempo, a entidade representa outras instituições, como perante o Governo e órgãos regulamentadores.

Em relação ao pilar da informação, a função da ANBIMA é a de divulgar dados pertinentes ao mercado financeiro e de capitais. Para isso, ela pode apresentar relatórios e levantamentos sobre os investidores e sobre os produtos, bem como índices de referência.

Já o aspecto de educação é contemplado pela divulgação de informações e pelas certificações profissionais. Logo, quem deseja trabalhar em empresas financeiras relacionadas a investimentos encontra nessa associação ferramentas de qualificação que atestam a sua capacidade.

Quais são e para que servem as certificações ANBIMA?

Como a ANBIMA também é responsável por certificar diversos profissionais do mercado financeiro, vale a pena conhecer quais são os tipos de exames de certificação existentes e como eles funcionam.

Para saber mais sobre as alternativas, conheça agora as principais certificações ANBIMA!

CPA-10

A Certificação Profissional ANBIMA — Série 10 (CPA-10) está relacionada à distribuição de investimentos. Por isso, ela pode ser indicada para profissionais de empresas relacionadas ao mercado financeiro — como bancos.

Ainda, ela serve como uma certificação de entrada para comprovar conhecimentos sobre as finanças. O exame conta com 50 questões a serem respondidas em um período de 2 horas.

CPA-20

A Certificação Profissional ANBIMA — Série 20 (CPA-20) é voltada para a distribuição de produtos que fazem parte do segmento private ou de alta renda. Com isso, ela é direcionada a quem atua com esse segmento de investidores.

Quem se qualifica no exame pode exercer atividades exclusivas e desempenhar o papel compreendido na certificação CPA-10. A prova apresenta 60 questões e tem duração de 2 horas e 30 minutos.

CEA

A Certificação ANBIMA Especialistas em Investimento (CEA) permite uma atuação na recomendação de produtos de investimento para investidores interessados, devido à formação mais completa. Ademais, quem se certifica pode assessorar gerentes de contas.

A CEA é obrigatória para qualquer profissional que queira se posicionar como especialista no mercado financeiro. No exame, são apresentadas 70 questões e a duração da prova é de 3 horas e 30 minutos.

CFG

A Certificação ANBIMA de Fundamentos em Gestão (CFG) é voltada para a gestão de recursos de terceiros. Logo, ela é procurada por profissionais que desejam atuar na área de asset management, já que oferece a base técnica e serve como primeiro passo.

Convém notar que a CFG não é obrigatória para desempenhar nenhuma função. Porém, ela é pré-requisito para as certificações que autorizam o trabalho como gestor. O exame é composto por 60 questões e tem 3 horas de duração.

CGA 

A Certificação de Gestores ANBIMA (CGA) é uma das principais certificações voltadas para a área de gestão de recursos. Quem é aprovado pode atuar na gestão em fundos de investimento de renda fixa, de ações, cambiais e multimercado, além de carteiras administradas.

A CGA é obrigatória para essas funções e tem como um dos requisitos a aprovação na CFG. A prova tem 45 questões e 2 horas e 30 minutos de duração.

CGE

A Certificação de Gestores ANBIMA para Fundos Estruturados (CGE) também é relacionada à gestão de recursos. A diferença é que ela é voltada, especificamente, para produtos estruturados, como fundo de investimento imobiliário (FII), fundo de investimento em direitos creditórios (FIDC), fundo de índice e outros.

Ela é obrigatória para trabalhar nessa área e tem como pré-requisito a aprovação na CFG. A prova da CGE tem 45 questões e 2 horas e 30 minutos de duração.

Qual a importância da ANBIMA para o mercado financeiro brasileiro?

Como você viu até aqui, a atuação da ANBIMA é focada tanto na representação e autorregulamentação das instituições quanto na educação financeira de investidores. Por isso, é possível notar que a entidade tem grande relevância para o mercado financeiro brasileiro.

Com a presença dela, a tendência é que o setor se torne mais transparente e seguro para todos os agentes do mercado. Em parte, isso se deve ao fato de ocorrerem fiscalizações que evitam atitudes de má-fé no ambiente de investimentos.

Ainda, a ANBIMA pode influenciar e ajudar a transformar o mercado. Ao discutir potenciais melhorias e transformações do cenário com os associados, por exemplo, é possível garantir uma atuação que vise ao interesse de todos os envolvidos — inclusive dos investidores.

Neste artigo, você descobriu o que é a ANBIMA e como ela atua no mercado financeiro. Agora, se torna mais fácil assimilar a importância da entidade para a estrutura e a segurança de instituições e investidores no mercado de capitais brasileiro.


CONHEÇA NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS


© 2022 NOMAD. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Juntos com a Nomad

Drive Wealth logo ourinvest logo fram capital