Postado em 26 de julho, por NOMAD

Investimentos

5 bilionários brasileiros: quem são e como investem as suas fortunas?

Quem nunca teve a curiosidade de saber quem são e, principalmente, como investem os bilionários brasileiros? Esse levantamento é feito anualmente pela revista Forbes, que faz a classificação das maiores fortunas com base no patrimônio líquido. 

A revista usou os preços das ações e as taxas de câmbio de 11 de março de 2022 para calcular a fortuna de cada um dos bilionários brasileiros. E, neste ano, a lista brasileira conta com um total de 62 nomes que possuem mais de US$1 bilhão – o que representa um acréscimo de quatro novos bilionários em 2022. 

Quem são os bilionários brasileiros?

Confira, a seguir, quem são os 5 mais ricos do Brasil em 2022, e um pouco mais sobre como estão investidos os seus respectivos patrimônios.

Jorge Paulo Lemann – US$ 15,4 bilhões

Filho de um empresário suíço, Lemann nasceu no Rio de Janeiro em 1939 e encabeça a lista dos bilionários brasileiros. Formou-se em Economia pela Universidade de Harvard em 1961. A maior parte da riqueza de Lemann é decorrente de uma participação de cerca de 10% na Anheuser-Busch InBev, a maior cervejaria do mundo em volume, conforme divulgado no relatório anual de 2020 da empresa.

Além da AB Inbev, ele também tem participação junto com seus sócios Marcel Telles e Carlos Sicupira na Kraft Heinz e Restaurant Brands International, a empresa por trás do Burger King, e na varejista Lojas Americanas.

De acordo com o levantamento da QR Capital, o bilionário tem cerca de 92,53% do seu patrimônio em ativos no exterior. 

Fato curioso: Lemann competiu em Wimbledon e na Copa Davis como tenista profissional, sendo que, nesta última, participou em duas oportunidades – uma representando a Suíça e outra, o Brasil.

Eduardo Saverin – US$ 10,6 bilhões

Saverin nasceu em uma família brasileira em São Paulo, no ano de 1982, mas se mudou para Miami ainda criança e passou a frequentar a Universidade de Harvard. Em fevereiro de 2004, ele se juntou a Mark Zuckerberg e outros dois colegas de classe para dar início ao Facebook.

A maior parte da fortuna de Saverin vem de sua participação na Meta Platforms, antiga Facebook. Ele possui cerca de 2% da empresa, de acordo com sua declaração de 2022.

Assim, o co-fundador do Facebook tem 100% de patrimônio em investimentos no exterior, conforme levantamento da QR Capital. 

Fato curioso: o avô de Saverin, Eugênio, era alemão se refugiou no Brasil, onde criou a marca de roupas infantis Tip Top. 

Marcel Telles – US$ 10,3 bilhões

Marcel Herrmann Telles nasceu no Rio de Janeiro, em 1950, filho de pai piloto e mãe dona de casa. Ele estudou economia na Universidade Federal do Rio e, depois de se formar, trabalhou na corretora Garantia, que depois se tornou um banco de investimentos. 

A maior parte da riqueza de Telles vem de sua participação de 5% na Anheuser-Busch InBev. Junto com seus sócios, Carlos Alberto Sicupira e Jorge Paulo Lemann, ele também controla a empresa de investimentos 3G Capital, com sede em Nova York.

Conforme o levantamento da QR Capital, Telles tem cerca de 93% de seu patrimônio em investimentos no exterior

Fato curioso: Telles, junto com os seus sócios Sicupira e Lemann, são conhecidos no mercado financeiro como os “três mosqueteiros”.  

Jorge Moll & Família – US$ 9,8 bilhões

Jorge Neval Moll Filho é médico cardiologista, e fundou um laboratório de diagnósticos em saúde em 1977, dando início a o que lhe colocaria na lista dos brasileiros mais ricos, tempos depois. No final da década de 1990 começou a agregar hospitais de alto padrão ao seu negócio, transformando-o na maior rede de hospitais independentes do Brasil. 

A maior parte da fortuna de Moll tem origem na sua participação na Rede D’Or São Luiz, operadora de hospitais com sede no Rio de Janeiro. Moll e sua família possuem 57% da empresa, de acordo com seu prospecto de oferta pública inicial (IPO).

Apesar de ter boa parte de seu patrimônio concentrado na Rede D’Or São Luiz, empresa listada na Bolsa brasileira, Moll também diversifica seu patrimônio internacionalmente. De acordo com o apurado pela QR Capital, ele tem aproximadamente 15% do seu patrimônio investido no exterior. 

Fato curioso: a Rede D’Or São Luiz, de Moll, tem mais de 8.000 leitos e recebe cerca de 3 milhões de atendimentos de emergência por ano.  

Carlos Sicupira – US$ 8,5 bilhões

Carlos Sicupira nasceu em 1948 e estudou administração na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em 1973, ele e Jorge Paulo Lemann se conheceram praticando pesca submarina, e Lemann o convidou para ingressar no Banco Garantia; onde Marcel Telles havia ingressado no ano anterior.

Assim como seus sócios, a maior parte do patrimônio de Sicupira vem de sua participação de 4% na Anheuser-Busch InBev. Além disso, atualmente trabalha junto com Telles e Lemann na empresa de investimentos 3G Capital. 

Sicupira também tem uma boa parcela de seu patrimônio em ativos no exterior. De acordo com informações da QR Capital, aproximadamente 87% da fortuna de Sicupira está em investimentos no exterior. 

Fato curioso: Carlos Sicupira abriu sua primeira corretora de valores aos 17 anos e a vendeu um ano depois.

Agora que você já sabe quem são e qual parcela do patrimônio dos bilionários brasileiros está em ativos no exterior, que tal começar a explorar os investimentos fora do Brasil para diversificar e otimizar seu portfólio?  

Fontes: Forbes, Bloomberg e QR Capital.


Serviços intermediados por FRAM Capital DTVM S.A.

O conteúdo disponibilizado neste artigo não constitui ou deve ser considerado como conselho, recomendação, oferta ou solicitação de quaisquer produtos ou serviços pela Nomad. Este material tem caráter exclusivamente informativo. Para saber mais, acesse https://nomadglobal.com/legal/


CONHEÇA NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS


© 2022 NOMAD. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Juntos com a Nomad

Synapse Drive Wealth logo ourinvest logo fram capital