Postado em 09 de novembro, por NOMAD

Nomad

Como ser um nômade digital com a conta em dólar?

Imagine poder trabalhar em qualquer lugar do mundo, tendo a liberdade de mudar de espaço sempre que desejar. Da praia ao interior, das cidades globais aos pequenos municípios, bastando ter apenas uma boa conexão com a Internet. Mas afinal, como ser um nômade digital

Apesar do conceito ser relativamente novo no Brasil, o estilo de vida dos nômades digitais tem ganhado força nos últimos anos, em especial durante a pandemia da Covid-19, período em que o home office foi predominante. 

Em termos gerais, nômade digital é aquela pessoa que tem a liberdade de trabalhar de forma remota e em qualquer lugar do mundo, desde que haja conexão com a Internet. Portanto, ele não precisa estar presente em um escritório, cidade ou país em particular.

A seguir, vamos explicar como ser um nômade digital e porquê a conta em dólar facilita o dia a dia de trabalho. Confira!

Quem pode ser um nômade digital?

Se você está se perguntando como ser um nômade digital, saiba que existem inúmeros caminhos para isso. Diferentes profissões podem existir em um estilo de vida online e sem fronteiras.

Um produtor de conteúdo digital, um professor que dá aulas particulares por videochamada, um músico que ensina a tocar violão, um líder que dá mentorias. Não há limites quando o assunto é como ser um nômade digital, o único pré-requisito básico é ter boa conexão. 

Portanto, você deve ter percebido que, como ser um nômade digital depende da Internet, você deve buscar formas de ganhar dinheiro de forma online dentro do seu universo profissional. E há muitos caminhos para isso! 

Os serviços de chamadas de vídeo, como Skype, Google Meets e Zoom, assim como as mensagens instantâneas, facilitaram muito o contato com os clientes. Essas são ferramentas poderosas para quem quer gerenciar o próprio negócio de qualquer lugar do mundo.

Como ser um nômade digital?

Agora que você está por dentro de quais são as possibilidades de um profissional sem fronteiras, saiba que o primeiro passo para aprender a como ser um nômade digital é se organizar financeiramente. 

Isso vale para todos os profissionais que decidem se tornar freelancers ou empreendedores. Afinal, os primeiros meses sem um emprego regular podem ser desafiadores até que você consiga se estruturar.

Pensando nisso, a segunda dica para você que quer saber como ser um nômade digital é investir em qualificação e bons contatos. Trabalhar de forma autônoma vai exigir um bom networking, com profissionais que podem ajudá-lo a conseguir os primeiros trabalhos.

Por fim, para ser um nômade digital você precisa pensar em quais serão os seus destinos. Faça pesquisas em relação ao custo-benefício dos locais que mais deseja conhecer, assim poderá fazer uma escolha mais assertiva levando em conta os seus objetivos pessoais e profissionais. 

Quais os benefícios de ser um nômade digital?

Além de conhecer o mundo enquanto trabalha, uma das principais vantagens para quem quer saber como ser um nômade digital é a rotina mais flexível. Como muitos nômades digitais são freelancers e empreendedores, você consegue até mesmo fazer a sua própria programação diária. 

Ter mais liberdade para decidir sobre o próprio ritmo e horário de trabalho traz mais satisfação e felicidade no dia a dia, já que você consegue incorporar outras atividades na rotina para além do trabalho.

Além disso, há a possibilidade de morar em locais inspiradores, mais alinhados com o seu estilo de vida e, com isso, conhecer mais pessoas que pensam como você. Inclusive, há lugares que são famosos por abrigar nômades digitais. No Brasil, Florianópolis é um dos melhores exemplos. Pelo mundo, podemos citar San Diego, nos Estados Unidos, Chiang Mei, na Tailândia, e Budapeste, na Hungria. 

Como lidar com dinheiro passando por vários países?

Você deve estar se perguntando: como vou organizar o meu dinheiro vivendo em vários países? Cada nação costuma ter uma moeda própria, o que pode dificultar as transações de quem é adepto ao anywhere office.

Contudo, saiba que existe uma maneira muito simples de lidar com a diversidade de países que você pretende morar. Basta ter uma conta em dólar! Afinal, a moeda americana é internacional, aceita em diversos países para além dos Estados Unidos. 

Ter o dólar sempre em mãos vai facilitar e muito as transações de quem quer saber como ser um nômade digital. Se você for trabalhar nos Estados Unidos, Panamá, Bahamas, Camboja, Caribe e Egito, por exemplo, saiba que todos eles aceitam o dólar. Em Porto Rico, El Salvador, Micronésia, Ilhas Virgens Britânicas, Porto Rico, Ilhas Marshall e Turks e Caicos, o dólar é a moeda oficial. 

Alguns destinos famosos de brasileiros na América Latina, como Argentina e Chile, também aceitam a moeda. No Equador, assim como em diversos outros países, ela funciona legalmente como segunda moeda corrente.

Mais segurança, praticidade e estabilidade

Como ser um nômade digital envolve a passagem por várias localidades, ter uma conta em dólar também traz mais segurança para o seu dinheiro. 

Além disso, ao guardar dinheiro em dólar, você garante mais estabilidade para o seu patrimônio, já que a moeda americana é a mais forte do mundo. Nesse artigo, explicamos com detalhes as vantagens de guardar dinheiro em dólar.

Conta em dólar da Nomad

Você facilita ainda mais a sua vida de nômade digital com uma conta em dólar na Nomad. Para além da liberdade, mobilidade e segurança que a conta em dólar oferece, você ainda conta com taxas transparentes e muito vantajosas.

Quem tem conta Nomad não precisa arcar com a taxa de 6,38% do cartão de crédito internacional em compras realizadas fora do país. Isso porque você tem direito ao IOF reduzido de 1,1%, que é cobrado apenas na hora de depositar dinheiro na conta. 

Ainda em relação às taxas, quem tem a conta Nomad também aproveita o spread (taxa de serviço) de 2%, bem menor em relação a outros bancos, que cobram de 4% a 7%. Com isso, você economiza muito mais nas suas transações em dólar.

No total, as suas compras em dólar ficam até 10% mais baratas com uma conta Nomad em comparação com o uso do cartão de crédito internacional.

Outra boa notícia é que a conta Nomad oferece um cartão de débito, físico ou digital, para você utilizar nas suas compras internacionais, garantindo ainda mais praticidade nas suas transações em dólar.

Quais países um Nomad pode visitar

Quem conta com a Nomad na vida profissional sem fronteiras consegue fazer pagamentos em dólar em 20 países: Estados Unidos, Brasil, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Irlanda, Japão, Luxemburgo, Holanda, Portugal, Singapura, Espanha, Suécia, Suíça e Reino Unido.

Em relação às transferências, o nômade digital que tem conta em dólar na Nomad pode receber pagamentos ACH e Wire, domésticos ou internacionais, provenientes de terceiros, empresas ou contas de sua titularidade.

Agora que você sabe como ser um nômade digital, deve ter percebido que a conta em dólar facilita muito o dia a dia do profissional que quer explorar o mundo. Conte com a Nomad nessa jornada!


CONHEÇA NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS


© 2022 NOMAD. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Juntos com a Nomad

Synapse Drive Wealth logo ourinvest logo fram capital