Postado em 02 de agosto, por NOMAD

Investimentos

Preço sobre lucro (P/L): o que é e como calcular esse indicador fundamentalista?

Fazer investimentos em empresas da Bolsa de Valores envolve realizar uma análise fundamentalista da companhia. Para isso, existem diversos indicadores que podem ajudar na tomada de decisão, como o preço sobre lucro (P/L).

Em conjunto com outros fatores, o P/L ajuda a analisar os fundamentos do negócio. Dessa forma, é possível identificar a sua saúde financeira atual, além das perspectivas para o futuro. Com essas informações, fica mais fácil escolher os ativos mais adequados para a sua estratégia de investimento

Neste artigo, você entenderá como funciona o indicador preço sobre lucro, para que ele serve e como calculá-lo. Continue a leitura e confira!

O que é o indicador preço sobre lucro?

O potencial de retorno é um dos principais fatores analisados pelos investidores no momento de investir em ações — inclusive no exterior. Afinal, ao correr os riscos da renda variável, eles esperam escolher os ativos que possam trazer os melhores resultados.

Nesse sentido, o indicador fundamentalista P/L permite que o investidor avalie o potencial de uma ação. Ele considera o preço do papel e o lucro acumulado por ativo pela empresa em um período de 12 meses.

Vale destacar que o preço da ação é a cotação pela qual ela está sendo negociada no mercado. Já o lucro por papel refere-se a uma média dos resultados da empresa por ativo emitido.

Para que serve o P/L? 

Agora que você sabe o que é P/L, vale compreender sua função. De forma geral, esse múltiplo fundamentalista representa quanto o mercado está disposto a pagar pelo ativo em relação ao lucro que ele oferece.

Dessa forma, quanto maior o resultado do cálculo, maior tende a ser a expectativa em relação ao crescimento da empresa. 

No entanto, é preciso saber que esse não é o único motivo para obter um preço sobre lucro alto. Por exemplo, é possível que o mercado esteja supervalorizando a perspectiva de evolução da companhia. 

Já quando o P/L resulta em um número baixo, é possível que os investidores tenham obtido um lucro elevado pelo ativo. Contudo, o indicador baixo também pode ser reflexo de um desempenho ruim por parte da empresa. Nesse cenário, as expectativas mercadológicas tendem a cair. 

Além disso, o resultado do P/L pode ser causado por fatores atípicos, que não se repetirão. Assim, mesmo que o indicador apresente a relação entre o valor de mercado da ação e o lucro por papel no último ano, existem diversas formas de interpretá-lo.

Qual é o P/L ideal de uma ação? 

Após conhecer as possibilidades envolvidas na análise do P/L, você pode se perguntar se existe um resultado considerado ideal. Na prática, não é possível garantir a interpretação do indicador de maneira isolada.

Isso significa que é preciso ter atenção a outros aspectos da análise fundamentalista antes de optar por investir em uma ação. Se o preço sobre lucro está baixo, você só terá uma conclusão sólida após analisar dados complementares — por exemplo, o setor em que a empresa atua.

Ademais, é preciso considerar a atenção que o mercado está dando às ações da companhia. Então o objetivo não é encontrar um P/L específico, mas sim entender como interpretar o resultado da melhor forma. Uma possibilidade é comparar a média do preço sobre lucro de empresas do mesmo segmento.

Como calcular o P/L?

Como você viu, o preço sobre lucro é o resultado da divisão do preço da ação pelo lucro por papel. Matematicamente, o cálculo do P/L é feito assim:

P/L = Preço da ação / Lucro por ação (LPA)

O preço do ativo pode ser encontrado no home broker da instituição financeira que você utiliza para investir. Já o lucro por ação pode ser encontrado nos relatórios contábeis divulgados pela empresa que será analisada.

Para entender melhor, suponha que uma companhia possua uma ação cotada a R$15 na Bolsa de Valores e que seu lucro líquido anual por cada papel seja de R$3,50. Nesse caso, o cálculo fica:

  • P/L = R$ 15 / R$ 3,50
  • P/L = 4,3

Isso significa que o preço atual da ação representa 4,3 vezes o lucro gerado pela empresa nos últimos 12 meses. 

Quais indicadores utilizar junto ao P/L?

Como você aprendeu, o P/L não deve ser usado sozinho. Afinal, diversos fatores podem estar envolvidos no desempenho operacional de uma empresa. Além disso, o objetivo da análise de fundamentos é verificar o contexto de um negócio sob diversas perspectivas.

Portanto, o ideal é utilizar outros indicadores em conjunto, embora a escolha sobre quais dados serão analisados seja individual. Afinal, a combinação de fatores deve concordar com as suas expectativas e necessidades. 

Conheça alguns indicadores que podem auxiliar a análise:

P/VPA

O P/VPA é um múltiplo que relaciona o preço e o valor patrimonial por ação. De maneira semelhante ao P/L, ele ajuda a identificar se o mercado está disposto a pagar mais ou menos pelo patrimônio da companhia.

Dividend yield (DY)

Já o DY relaciona o total de dividendos pagos nos últimos 12 meses e o preço da ação. Logo, esse indicador permite conhecer o potencial de retorno do investimento, considerando os proventos distribuídos. 

Ele ajuda a entender, portanto, se a empresa é uma boa pagadora de dividendos — o que pode ser relevante para quem investe com foco na renda passiva, por exemplo. Porém, vale destacar que resultados passados não garantem o desempenho futuro. 

Ebitda

O Ebitda apresenta o lucro do negócio antes de descontar juros, impostos e perdas com depreciação e amortização. Devido a essa característica, ele é um dos indicadores mais utilizados na análise de performance de uma empresa.

Afinal, o Ebitda ajuda a mensurar a produtividade da companhia, descontando os efeitos de financiamentos e outros fatores contábeis. 

ROI

O ROI (return on investiment) representa o retorno sobre investimento. Ou seja, ele mede o ganho obtido em relação ao aporte realizado ou o potencial de lucros. Esse indicador é dado pela seguinte fórmula:

ROI = (Ganho obtido – Valor do investimento) / Valor do investimento

Ele também ajuda a avaliar o retorno das operações de uma empresa. Dessa forma, é possível entender se as iniciativas e investimentos realizados contribuem para os resultados desejados. Ademais, o ROI pode indicar se a companhia é capaz de cobrir seus próprios custos e despesas.

Agora você sabe que o preço sobre lucro é um importante indicador fundamentalista. Lembre-se, no entanto, de que, apesar de ser útil para o investidor que deseja avaliar o potencial de uma ação para a carteira de investimentos, o P/L sempre deve ser usado em conjunto com outros dados para uma avaliação mais completa.


Serviços intermediados por FRAM Capital DTVM S.A.

O conteúdo disponibilizado neste artigo não constitui ou deve ser considerado como conselho, recomendação, oferta ou solicitação de quaisquer produtos ou serviços pela Nomad. Este material tem caráter exclusivamente informativo. Para saber mais, acesse https://nomadglobal.com/legal/


CONHEÇA NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS


© 2022 NOMAD. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Juntos com a Nomad

Synapse Drive Wealth logo ourinvest logo fram capital