Postado em 31 de maio, por NOMAD

Investimentos

O estilo Warren Buffett para os seus investimentos

Nascido em 1930, em Omaha, Nebraska (EUA), Warren Buffett é uma das maiores lendas do mercado financeiro, devido às suas estratégias de aplicação e retornos obtidos ao longo dos anos com constância em bater índices como S&P 500 e Dow Jones.

Sua visão de mercado o coloca no hall de personalidades que são acompanhadas constantemente, virando notícia qualquer alteração de ações ou nova aplicação do famoso “Oráculo de Omaha”, como ficou conhecido Warren Buffett

Com um modo de vida simples e um perfil para investir no longo prazo, principalmente utilizando as técnicas de buy and hold e value investing, o investidor nos traz vários insights sobre como gerenciar nossa vida financeira e aumentar nossos ganhos. 

Quem é Warren Buffet?

São mais de 90 anos de história e muito conhecimento que podem te guiar pela jornada nas aplicações. Para entender a importância que Buffett tem, atualmente, vale citar dois fatos importantes::

  • sua fortuna é estimada em US$ 121 bilhões pela Forbes
  • ele é o único entre os 10 mais ricos do mundo a conquistar o seu patrimônio por meio de investimentos no mercado financeiro

Acompanhe os passos que Buffett seguiu para se tornar uma referência e entenda como a análise da qualidade das empresas escolhidas e a visão no longo prazo podem ser essenciais para aumentar o seu capital.

A história de Warren Buffett

Filho de uma editora de jornais e de um ex-corretor de ações que, posteriormente, abriu sua própria empresa de investimentos, Buffett foi sempre curioso com o universo financeiro, surpreendendo os pais pelo seu pensamento analítico e interesse por ter suas próprias fontes de renda. 

Ainda criança, passou a ler os livros do pai sobre investimentos e entendeu que precisava de dinheiro para dar sequência às suas conquistas. Com isso, começou a trabalhar como entregador de jornais e vendedor de pequenos produtos, como balas e garrafas de refrigerante, mostrando a sua independência e vontade de crescer.

Não demorou muito para ele entrar no mundo das aplicações e nas Bolsas. Entre os 11 e 13 anos, ele chegou a comprar as suas primeiras ações e declarou o seu primeiro imposto de renda, recebendo alguns dólares de restituição. 

O seu espírito empreendedor só continuou a evoluir durante a adolescência, ao se juntar com um amigo para comprar máquinas de pinball e instalá-las em diversos pontos da sua cidade natal. Eles acabaram vendendo o negócio (que já contava com diversas máquinas) depois de algum tempo, o que permitiu a Buffett o acúmulo de quase US$ 10 mil na época.

Depois de cursar administração na Universidade de Nebraska e de um mestrado em Columbia, passou a atuar como vendedor de investimentos e analista de seguros na Geico, de Benjamin Graham, seu professor e mentor ao longo dos anos. A seguradora hoje é umas das companhias que são controladas pela Berkshire Hathaway.

Graham foi quem abriu os caminhos para Buffett conhecer o poder do value investing, que até hoje o investidor aplica nas suas buscas por ótimas empresas que estejam com preços abaixo do que valem, permitindo ganhos futuros.

Da Buffett Partnership à Berkshire Hathaway

Em 1956, ele cria a Buffett Partnership com o investimento de familiares e sócios, aplicando pouco mais de US$ 100 mil, inicialmente. Por meio de um método inovador, ao cobrar taxas de acordo com os rendimentos, em pouco tempo a empresa passa a valer alguns milhões de dólares. 

Por suas estratégias, inclusive de value investing, Buffett já começa a bater com folga os principais índices americanos, logo nos primeiros anos; chamando a atenção do mercado para a sua capacidade de gerenciamento.

Mas nos primeiros anos de trabalho, Buffett não se limitava somente ao value investing para montar sua carteira de investimentos. Ele também estava de olho em ofertas de empresas que estavam em situações difíceis, mas que poderiam dar suas últimas alavancagens em curtos espaços de tempo. 

Foi em 1962 que ele começou a investir na empresa do setor têxtil Berkshire Hathaway, companhia com mais de 100 anos de existência, mas que passava por dificuldades. Buffett tinha o intuito de vender os ativos de volta para a companhia, que tinha por hábito a recompra de ações em certos momentos. 

Mesmo com um acordo de recompra com o proprietário da Berkshire Hathaway, Buffett foi passado para trás ao receber uma oferta diferente e menor do que foi combinado pelos ativos. 

A Berkshire Hathaway de Warren Buffett

Em um dos raros momentos em que se guiou pela emoção (e raiva), ele resolveu continuar com a compra de mais ações da companhia e se tornou o acionista majoritário, demitindo quem estava envolvido na traição da recompra dos ativos.

Sete anos depois, enquanto encerrava a Buffett Partnership, ele transformou a estrutura da Berkshire Hathaway e fez a empresa entrar no ramo de seguros. O segmento é um dos queridinhos de Buffett pela capacidade de trabalhar com o fluxo de caixa, o que fez com que seus negócios crescessem rapidamente e pudesse fazer novas aquisições. 

A fábrica têxtil encerrou suas atividades nos anos seguintes e a Berkshire Hathaway se tornou uma das holdings mais importantes do mercado, superando US$ 700 bilhões em valor e tendo a sétima posição entre as maiores empresas do mundo.

Entre as aquisições estão empresas como Visa, Kraft-Heinz, Mastercard e Johnson & Johnson. Foi só nos últimos anos que a holding passou a abrir suas operações para empresas do setor tecnológico como Amazon e Apple. 

Hoje, Buffett reconhece o erro de ter demorado tanto para se abrir a esse mercado, mas como ele mesmo sempre defendeu, seus investimentos são realizados em mercados em que ele tem conhecimento completo e se sente seguro. 

Value investing sempre

Warren Buffett é conhecido por suas análises de value investing, focando no longo prazo e em empresas que trarão retornos consideráveis para suas aplicações. Mais que seguir tendências, ele prioriza a constância dos investimentos, pois entende o valor de cada empresa em que está aplicando.

Na sua avaliação de value investing, Buffett também leva em conta a margem de segurança, que traz a diferença entre valor real e o descontado de uma empresa, permitindo que oportunidades sejam aproveitadas.

Para seguir seu estilo de investimento, alguns passos são essenciais para compor a sua carteira de investimentos:

  • pensar em valor ao invés de preço;
  • estudar constantemente o mercado de ações e os relatórios das companhias em que acredita;
  • não ficar tão preocupado com as variações das Bolsas;
  • enxergar os ganhos futuros;
  • e investir em ativos em áreas das quais você entende.

Entre as empresas que a Berkshire Hathaway atualmente detém participações estão Apple, Bank of America, American Express e Coca-Cola; ou seja, empresas consolidadas e referências nas suas áreas de atuação, com um amplo histórico de crescimento ao longo dos anos.

Outro ponto que Buffett enfatiza é a importância de ter quantias de dinheiro de fácil acesso, para momentos de dificuldades ou para aproveitar oportunidades de investimento

O dinheiro é para um negócio como o oxigênio é para um indivíduo: nunca pensei sobre quando ele está presente, mas é a única coisa em mente quando está ausente.

Frases e ensinamentos de Warren Buffett

  • Nunca invista em um negócio que você não entende.
  • Preço é o que você paga. Valor é o que você recebe.
  • Tenha medo quando os outros são gananciosos e seja ganancioso quando os outros estão com medo.
  • Não deixe passar algo que é atraente hoje porque você acha que vai encontrar algo melhor amanhã.
  • A regra nº 1 é nunca perder dinheiro. A regra nº 2 é nunca esquecer a regra nº 1.
  • Se você não encontrar um jeito de ganhar dinheiro enquanto dorme, você vai trabalhar até morrer.

O estilo Buffett

Confira, a seguir, os pontos de maior destaque no estilo de investir do Oráculo de Omaha e inspire-se para os seus próximos aportes.

Conhecimento e pesquisa

Primeiramente, conhecimento é a base mais sólida para seguir seus ensinamentos. Ele sempre defendeu que somos o nosso maior investimento e o mais capaz de trazer retornos amplos. 

Entre os livros indicados pelo investidor estão:

  • Aventuras empresariais, de John Brooks; 
  • O Investidor Inteligente, do amigo Benjamin Graham; 
  • O Mais Importante para o Investidor: Lições de um Gênio do Mercado Financeiro, de Howard Marks.

Outra forma de aprender com Buffett é ler as cartas que a Berkshire Hathaway divulga periodicamente para seus investidores e para todo o mercado. Nelas, você poderá conferir quais estratégias a holding utiliza para conseguir ganhos anuais, com médias que ultrapassam os 20%.

O conhecimento também é essencial para ser aplicado nas pesquisas e análises das empresas que fazem parte do seu portfólio. Muitos tentam prever o mercado e conquistar a próxima oportunidade imperdível. Mas, para Buffett, “é muito melhor comprar uma empresa maravilhosa por um preço justo do que uma empresa justa por um preço maravilhoso”. 

Siga o seu caminho

Considere também o seu perfil de investidor para montar a carteira. O Oráculo de Omaha segue um modelo voltado para o longo prazo, considerando diversos pontos e variáveis para a compra. 

Quando compro uma ação, penso como se estivesse comprando uma empresa inteira. Se eu fosse comprar a loja, iria querer saber tudo sobre ela.

Juros compostos 

Acreditar na alavancagem dos juros compostos é essencial para o crescimento do capital, pois você passa a contar com o poder dos números a seu favor. Mas isso virá com o tempo e com conhecimento sobre o que você está investindo. Ou seja, estudo constante e calma para gerenciar a sua carteira

O próprio Buffett, muitas vezes, indica ETFs que acompanham os principais índices americanos para parte das pessoas que querem investir nas Bolsas, já que não é preciso seguir o mercado com assiduidade e, mesmo assim, ter bons retornos. 

Em 2007, ele apostou que o índice S&P 500 superaria os ganhos dos hedge funds. E adivinha? Dez anos depois ele ganhou a aposta e embolsou mais US$  2 milhões de Ted Seides, que fazia parte da gerência da Protégé Partners.

Seja frugal

Apesar de ser um dos homens mais ricos do mundo, Buffett mantém um estilo de vida simples. Vive na mesma casa há anos, a Berkshire Hathaway continua em Omaha e ele toma seu café da manhã no McDonald’s. Ou seja, mesmo com um grande patrimônio, a simplicidade ajuda a levar uma vida mais leve, focando seus esforços e investimentos em campos necessários.

Seja paciente 

Adepto do buy and hold (comprar e segurar, em inglês), Buffett faz uso dos seus estudos para investir em empresas que trarão grandes retornos no futuro. Quando olhamos para os retornos que os juros compostos provocam, se focarmos em um período curto, não veremos grandes mudanças. Mas quando temos tempo e constância nos investimentos, os retornos são significativos.

Oratória

Uma das grandes conquistas do investidor foi trabalhar a sua oratória e habilidade de convencimento. Assim que saiu da faculdade, ele realizou um curso na área e que até hoje o faz um dos palestrantes mais procurados dos EUA. A sabedoria precisa ser aplicada e passada adiante, impactando mais pessoas e promovendo mudanças.

Saiba partilhar

E como último ponto, saiba ser grato e doar de volta o que recebe. Warren Buffett se tornou o maior filantropo e definiu como meta doar todas as suas ações da Berkshire Hathaway a instituições de caridade como a Bill & Melissa Gates Foundation, gerenciada por Bill Gates. Segundo a Forbes, já foram doados US$ 44 bilhões.

Fontes: Forbes, O Jeito de Warren Buffett de Investir, Berkshire Hathaway, InfoMoney


Serviços intermediados por FRAM Capital DTVM S.A.

O conteúdo disponibilizado neste artigo não constitui ou deve ser considerado como conselho, recomendação, oferta ou solicitação de quaisquer produtos ou serviços pela Nomad. Este material tem caráter exclusivamente informativo. Para saber mais, acesse https://nomadglobal.com/legal/


CONHEÇA NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS


© 2022 NOMAD. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Juntos com a Nomad

Synapse Drive Wealth logo ourinvest logo fram capital