Postado em 12 de junho, por NOMAD

Investimentos

NYSE: o que é, como funciona e como investir na Bolsa de Nova York?

Você já deve saber que os Estados Unidos se destacam no mercado financeiro global. Afinal, o país tem a maior economia do mundo e o mercado de capitais mais desenvolvido. Se você quer aproveitar as oportunidades que esse cenário oferece, é interessante saber o que é a NYSE.

Assim, é possível descobrir como investir em uma das maiores Bolsas de Valores do planeta. Além disso, ao conhecer a NYSE, se torna mais fácil compreender por que os movimentos dela podem afetar outros mercados — como o mercado brasileiro. 

Neste artigo, você entenderá o que é a NYSE e verá como participar da Bolsa de Nova York. Confira!

O que é a NYSE e como ela funciona?

A New York Stock Exchange (NYSE) é a maior e principal Bolsa de Valores do mundo. Ela fica localizada em Nova York, nos Estados Unidos, e é um dos pilares do mercado financeiro do país. Sua história teve início em 1792 — e, a princípio, a NYSE contava apenas com 3 títulos e 2 tipos de ações. 

Em 1929, a Bolsa de NY sofreu a maior quebra da sua história, dando início a uma crise financeira de proporções globais. O período serviu para que o Congresso Nacional criasse a Securities and Exchange Commission (SEC), responsável pela regulamentação do mercado de capitais dos EUA até os dias de hoje.

Nas décadas seguintes, a Bolsa passou por sucessivas transformações, que incluíram desde a entrada de milhares de companhias de todos os setores até múltiplos processos de fusão e aquisição.  Em 2013, por exemplo, a NYSE foi adquirida pela Intercontinental Exchange (ICE).

Com os movimentos realizados ao longo do tempo, essa Bolsa americana se tornou a maior do mundo em termos de capitalização. Entre os instrumentos financeiros negociados estão ações, cotas de fundos de investimentos, opções e muito mais.

Qual é a importância da NYSE para o mercado global?

Você conheceu a história da NYSE até ela se consolidar como a principal Bolsa de Valores do mundo. Por conta dessa posição em relação aos outros ambientes de negociação, a Bolsa de Valores de Nova York tem grande importância no mercado global.

Na prática, o desempenho dessa Bolsa pode influenciar outros mercados internacionais. Se houver uma grande queda na NYSE, por exemplo, é provável que esse movimento se repita em diversas Bolsas internacionais, como em países da Europa e da Ásia.

Dependendo do quadro, isso pode elevar a volatilidade do mercado mundial e dar início a uma crise. Foi o que aconteceu em 2008, diante de problemas no mercado imobiliário dos EUA. A Bolsa de Nova York sofreu uma das maiores quedas da história, o que gerou efeitos no ambiente global.

Outro ponto de importância da NYSE é ter dois índices fundamentais para o mundo: o S&P 500 (SPX) e o Dow Jones Industrial Average (DJIA). Eles acompanham o desempenho do mercado financeiro dos EUA e também do ambiente mundial, já que são compostos por diversas multinacionais.

Por que investir na Bolsa de Nova York?

Agora que você sabe que a NYSE tem ampla relevância no mercado mundial, vale a pena entender quais podem ser os benefícios de fazer investimentos no exterior. Afinal, o mercado brasileiro não é o único que você pode acessar no momento de alocar seu capital.

Uma das vantagens de realizar operações na NYSE é a extensa variedade de ativos e derivativos que ela reúne. Você consegue se expor a grandes empresas globais ou participar de fundos com elevados patrimônios, por exemplo.

Outro ponto positivo está relacionado à liquidez maior. Pelo tamanho, a NYSE apresenta um volume de negociação mais elevado, o que pode ajudá-lo a vender seus investimentos rapidamente.

Ainda, investir nessa bolsa norte-americana permite realizar a diversificação internacional da carteira. Seus recursos deixam de estar limitados ao mercado interno e você passa a aproveitar as condições do cenário externo.

Fazer aportes no exterior também possibilita a exposição ao câmbio. Ao participar da NYSE, especificamente, você dolariza parte da carteira. Logo, consegue se proteger de altas da moeda, já que seu portfólio contará com ativos ou veículos internacionais.

Como investir na NYSE?

Ciente dos possíveis benefícios de investir na NYSE, é interessante saber o que fazer para participar dessa Bolsa de Valores. Como deve acontecer em qualquer investimento, é válido avaliar seu perfil de investidor e seus objetivos antes de decidir se expor ao ambiente.

Lembre-se de que os investimentos na NYSE são alternativas de renda variável e têm riscos mais elevados que a renda fixa. Por isso, é importante considerar a sua tolerância ao risco, a qual deve ser compatível com a volatilidade da Bolsa.

A respeito dos objetivos financeiros, o investimento na Bolsa de Valores costuma estar mais alinhado com o longo prazo, pela diluição de riscos. Logo, vale a pena analisar se você pretende investir com esse período em mente para a sua estratégia.

Em seguida, é preciso definir o tipo de acesso que você deseja ter à NYSE. É possível investir indiretamente por meio de alternativas do mercado financeiro do Brasil. No entanto, elas não permitem o investimento direto na Bolsa internacional.

Para aproveitar realmente as oportunidades da NYSE de modo completo, o ideal é realizar o investimento por meio do mercado americano. 

Quer saber como investir nos Estados Unidos — e, especificamente, na NYSE? Veja quais passos seguir!

Abra sua conta em uma instituição financeira internacional

Para fazer operações diretamente na NYSE, você deverá criar sua conta nos Estados Unidos. Então é importante escolher uma instituição sólida e que ofereça uma conta regulada e garantida pelas instituições americanas.

Para criar a conta, você terá que enviar os documentos solicitados. Após a avaliação, será possível movimentar a conta. Se quiser mais facilidade, é interessante selecionar uma instituição com suporte em português, já que isso facilitará sua rotina de investidor.

Faça um depósito na sua conta americana

Após a abertura ser concluída, você deve fazer um depósito na conta americana. É possível fazer uma transferência tradicional ou Pix, por exemplo. Contudo, a conta de origem dos valores deve ser de sua titularidade.

No processo, tenha atenção ao câmbio contratado. A operação será devidamente registrada, como exigido pelo Banco Central.

Realize o investimento

Após o período de verificação, o dinheiro ficará disponível em sua conta e, assim, você poderá investir na NYSE. Então será viável realizar qualquer operação de compra e venda, seja com ações, fundos e outros instrumentos financeiros.

Como você viu, a NYSE é a maior Bolsa de Valores do mundo, o que pode torná-la atraente para o investimento externo. Com uma conta americana, você pode participar diretamente dos resultados desse mercado consolidado.


CONHEÇA NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS


© 2022 NOMAD. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Juntos com a Nomad

Drive Wealth logo ourinvest logo fram capital