Postado em 23 de maio, por NOMAD

Nomad

Transferir dinheiro para o exterior: Lei Cambial e novas tecnologias

Seja por motivos de viagem, trabalho ou compras, transferir dinheiro para o exterior já foi uma tarefa árdua para o brasileiro. Hoje em dia, esse processo é muito mais simples, econômico e rápido. 

A modernização nos processos para transferir dinheiro para o exterior, que agora podem ser feitos virtualmente, aliado às mudanças regulatórias nas leis cambiais no Brasil, integram o que classificamos como revolução no mercado de câmbio brasileiro. 

A mudança na lei cambial brasileira foi um ponto fundamental na mudança do setor, deixando transações complicadas no passado e facilitando o processo de transferência de dinheiro para o exterior.

Novas regras do Banco Central

O Banco Central finalizou em 2021 uma consulta pública para novas regras de modernização do mercado de câmbio, que culminou na mudança da legislação em dezembro do mesmo ano, modernizando o marco legal do mercado de câmbio e capitais internacionais.

Com as mudanças, o BC prevê desburocratizar as transações e se adequar ao contexto de economia globalizada. A legislação cambial vigente até então fora estruturada no ano de 1920, em um contexto de escassez de moeda estrangeira, algo que não condiz mais com os dias atuais.

As mudanças na prática

De acordo com o BC, a Lei Cambial contribui para o maior uso internacional do real, facilitando a utilização da moeda doméstica em operações financeiras internacionais, além de atrair capital, atualizar a linguagem e reduzir burocracias.

1. Atração de capitais

 A mudança na legislação impacta de forma positiva a atração de capitais estrangeiros, tanto para investimento no mercado financeiro e de capitais como para investimento direto.

2. Linguagem atual

A nova legislação é concisa e tem linguagem atual, o que trará maior nível de segurança jurídica para os assuntos tratados.

3. Mais eficiência na hora de transferir dinheiro para o exterior

A lei cambial estimula a redução de estruturas operacionais e jurídicas do mercado de câmbio, com maior eficiência no procedimento das operações e no envio de informações determinadas pelo Banco Central. 

O que tudo isso significa? 

As movimentações do Banco Central mostram que a instituição está atenta às inovações do mercado de câmbio e está aberta a essas mudanças, criando resoluções para estimular o mercado em um conceito chamado de open banking

Avaliamos que posições como essas contribuem para modelos de negócio inovadores, aumentando a eficiência das transações e reduzindo o custo para quem as utiliza. 

O projeto de mudanças na Lei Cambial  (Lei 14.286/2021) foi sancionado pela presidência da república e publicado no Diário Oficial da União no dia 30 de dezembro de 2021.

  • Como os usuários preferem transferir dinheiro para o exterior

Um estudo do Grupo Croma apontou que, entre os brasileiros que realizaram transferências de dinheiro para o exterior em 2021 há uma insatisfação e desconfiança em relação aos serviços disponíveis no mercado.

A pesquisa mostra que 57% dos brasileiros preferem as plataformas digitais para realizar as operações.

Os dados só confirmam que, para quem quer transferir dinheiro para o exterior, as plataformas online e aplicativos são preferências. Entre os entrevistados, 61% afirmam que pretendem utilizar essas ferramentas em uma próxima movimentação financeira para o exterior.

  • Mais tecnologia e menos burocracia

A tecnologia é uma verdadeira aliada quando o assunto é transferir dinheiro para o exterior. Na Nomad, por exemplo, você se livra de burocracias, taxas absurdas e processos longos na hora de fazer transações. 

Fica muito mais fácil e rápido transferir dinheiro para familiares que estudam ou moram fora, por exemplo. Além disso, o app da Nomad também te permite investir em mercados globais de forma simples.

O serviço de transferência da Nomad Global é uma das melhores opções do mercado para quem quer enviar dólar para o exterior. Isso porque conta com as vantagens de ter uma conta americana, ou seja, já sediada nos Estados Unidos, que é assegurada em até 250 mil dólares pelo FDIC. 

Além disso, todos os dados da sua conta são acessados de forma simples no próprio aplicativo, o que torna o processo de transferência bem mais simples. 

Com a Nomad, você tem liberdade para enviar dólares de qualquer lugar do mundo para qualquer conta americana, via Wire Doméstico. Veja como transferir dólar com a Nomad.

Wire Doméstico 

O Wire Doméstico é a forma padrão de transferências nos Estados Unidos. Em outros bancos, são cobrados US$25 padrão por cada wire. Na Nomad, você pode transferir seus dólares para contas Nomad sem custo nenhum e de forma instantânea. 

Para as demais contas americanas são cobrados apenas US$10, sem taxas variáveis e custos escondidos. É a menor taxa do mercado. Veja aqui quais as principais taxas do dólar em uma conta global.

Cotação

Utilizamos o dólar comercial, e não turismo, o que torna a conversão final ainda mais vantajosa. Todas as taxas cobradas são transparentes, o que diferencia a marca no mercado de contas globais: a taxa IOF fica em 1,1%, enquanto o spread cobrado é de até 2%.

Por fim, o app da Nomad Global é atualizado em tempo real. Sendo possível acompanhar o mercado e escolher o melhor momento para fazer a transferência. Uma maneira muito mais prática para transferir dinheiro para o exterior.


CONHEÇA NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS


© 2022 NOMAD. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Juntos com a Nomad

Drive Wealth logo ourinvest logo fram capital